Elimine o ar e inspire de forma profunda e completa. Ao concluir esta inalação feche a glote e incline a cabeça para trás. Retenha o ar nos pulmões e faça jihva bandha, pressionando a ponta da língua contra o céu da boca, no palato mole. Neste ponto, também poderá fazer ashwiní ou múla bandha, contrações dos esfíncteres, ritmada ou não. O tempo de retenção deverá ser o quádruplo da inspiração.

 Ao exalar coloque lentamente a cabeça na sua posição natural. O rechaka é feito no dobro do tempo do púraka.

 Completando a expiração, faça o bandha traya, a contração tríplice. Múla bandha, contraindo fortemente os esfíncteres do ânus e da uretra, juntamente faça uddiyana bandha, a contração dos músculos e plexos abdominais e comprima o queixo na depressão jugular e pressione firmemente a glote jalándhara bandha. A seguir,. A duração do shúnyaka associada a esses bandha é livre. O ritmo do exercício é 1:4:2:* ou 1:4:2:0.